Critical Watcher
Primeiro dia do mês e lá estão todas aquelas pessoas nas ruas, praias e afins.

A batucada é ouvida em alto e bom som, onde o gozo é libertado e os movimentos lascivos são parte integrante de toda uma festividade típica de nosso país.

A tradição e a cultura carnavalesca ganha seu espaço, transmitindo aos corações do povo a energia necessária para bater sem cessar.

Os corpos colados – numa só forma e em ressonância - parecem vibrar de acordo com os decibéis que ali são reproduzidos. A freqüência e a mobilidade daquelas verdadeiras máquinas impressionam os “não-brasileiros”, que, por sinal, buscam em nossas terras os delírios do paraíso que não lhes foram agradáveis em suas raízes.

É o momento de fazer objeção ao pudor e à continência. O tempo exato para abster-se das moderações do ímpeto, da agitação das almas.

Tudo pode.
Pode tudo.
O poder é tudo.
E o tudo é poder.

[Lá estou eu à espreita, apenas observando a "vida" sobrevir.]

32 Responses
  1. É como dizia meu professor de História, "desde a Idade Média vemos as festas da carnavalização, único momento em que a rotina era quebrada e o servo virava rei".

    Às vezes é preciso inverter a ordem, realmente. É até uma jogada política, se pensarmos bem. E é justamente esse o problema. Tudo acaba funcionando como o "Pão e Circo" da Roma Antiga.

    Não, não deixarei o Carnaval se apropriar de mim. Ele pode achar que está com a corda toda, mas comigo não tem vez! Rs. Tudo bem, um pouco de diversão até que rola, mas nada demais.

    Hehehe...


  2. Pushoverboy Says:

    Rapaz e você se contenta em só observar. Eu gosto de festa mas geralmente meu carnaval é só descanso, na casa de praia, numa rede na varanda e um bom livro como companhia... comprei ontem meus "acompanhantes". hehe Bom carnaval Vicente... provavelmente só verei um computador no dia 11.
    flw


  3. Fabi Says:

    Tb gosto de observar, pois sambar não sei rsrsrs.Mas ver a folia passar e depois só comentar, é boa idéia! Estou aqui nos pampas desejando que pare a chuva, senão terei que desfazer as malas....
    ótima observação p/ vc!


  4. Oieeee! Retribuindo a visitinha! Que bom que gostou do nosso espaço! Seja muito bem-vindo, viu?Temos uma amiga em comum! A Marta!
    Te desejo um ótimo Carnaval, muito descanso ou animação.
    Bjos!


  5. "Olha a cabeleira do Zézé, será que ele é? Será que ele é?..."

    Pode-se dizer que o carnaval é uma forma de pôr a alma pra fora! Liberar geral... Descontar toda sua raiva (às vezes) de umas pessoas terríveis que aparecem na vida, e seguir a marcha carnavalesca!

    Mas, eu não gosto muito de toda essa agitação. Prefiro ficar em local sossegado, ou quem sabe realmente conferir de perto o povo se "desmantelando". Hahaha...

    Como ano passado, este ano vou descansar. Ainda não sei onde. Só sei que pro restaurante do papai não irei. [ lá vai LOTAR! ]

    *belas palavras como sempre no blog. E o novo "tchan" do blog está lindo, Critical Watcher!


  6. Proibida Says:

    Ah, muita gentileza da sua parte! São palavras como as suas que me instigam a escrever cada vez melhor. (Sem contar com o prazer que sinto em fazer isso e, claro, ser merecedora de alguns elogios. =D)

    *_*


  7. Mas é claaaaaro que eu tinha que passar por aqui pra dizer que ele não sabe escrever pooooooorra nenhuma! Aí se atreve a falar do carnavaaaaal! KKKKKKKKKKKKKKKK

    Meniiiiiiiiiiino... Carnaval é mundiiiiiça, abuso do ímpeto como vc bem colocou! KKKKKKKKKKKKKKK "abstenha-se" desse seu pronunciamento quase litúrgico! Liberte o seu espírito carnavalesco e diga ao invés de "impeto", mundiiiiiça; ao invés de "corpos colados vibrando de acordo com os decibeis", a negrada pulando no ritmo da música. Sacow???

    É CARNAVAAAAAAAAAL... abuso da carne como Chagas diziiia (lembrei do doidin falando do prof de História)! KKKKKKKKKKK
    Vlw! Mais uma vez: Congratulations! ^^


  8. O problema é que o CARNAval torna-se apenas isso: uma festa em que se celebram corpos ardentes e danças sensuais, quando poderia ser uma festa interessante, feita para todos.
    Pena...


  9. puts, eu escrevi, escrevi e o blogger comeu meu comentário =l

    o carnaval daqui poderia mudar de nome, assim como a festa de dionisio para bacanal, isso sim.

    acho que no tempo dos hippies as coisas eram mais interessantes. quebrar as regras, sair do sistema, e ter libardade até pra tirar a roupa... se quiser.


  10. É, rapaz. Eu tambem faço esse exercicio de "observar"...

    Como diz um filósofo "Tudo de perto é assustador"

    Abraçao


  11. Says:

    Eu acho carnaval um saco. Queria ter vivido no tempo das marchinhas, bailes de mascarados... isso sim era uma delícia. Mas enfim... gostei do texto. :)


  12. Says:

    Então... eu não queria responder, pq acho que cada um tem que entender como quer (tá bom, vc pediu pra eu não responder assim...)...

    Qdo eu escrevi, a imaginei assistindo sim, e deixando-o ir, permitindo q ele se libertasse exatamente por amá-lo.

    Enfim... mas a Caribé entendeu de outro jeito... tudo é possível. :P


  13. Oi lindo adorei a visitinha no ralo rsrs... e não sou tão louca assim vai rsrsrs..
    Carnaval... carnaval... meu carnaval este ano vai ser diferente nada de folias acho q vou ficar observando tb.. bjoka da foka..


  14. Particularmente eu não gosto muito da imagem que o carnaval causa pro Brasil. Eu concordo que a festa é bonita, mas eu também afirmo que ficou um pouco pejorativa devido aos que não sabem aproveitar a festa, e usam desta para estravazarem.
    Enfim, o modo com que você escreveu, devolveu toda a magia do carnaval, transformou-o em uma coisa magnifica e diversificada.
    Gostei muito.Parabéns.

    :**


  15. Says:

    Parabéns. :) Sei que a segurança não é 100%, mas nos deixa mais tranqüilos, pq se alguém ainda insistir em copiar mal intencionado, vai ter trabalho. Quem quiser copiar bem intencionado, que copie. :)


  16. Says:

    Com a minha inconstância virtual? Pode contar que vou te pedir ajuda, mas vais ter que me explicar como se eu tivesse 6 anos. Sou um zero à esquerda em assuntos tecnológicos. :(


  17. Says:

    Eu tbm gostei do modelo. Assim que enjoar o meu, te pergunto como faço. :)


  18. Então... Fiquei sabendo que você agora é expert em html... Tenho um monte de dúvidas! Me ajuda?
    Como faço pra bloquear a cópia dos meus textos?
    Como faço para, num post, por exemplo, colocar o link de um blog no nome da pessoa?
    Como faço para colocar o campo de comentários do haloscan no lugar dos comentários do blogger?
    HELP ME!!!!
    rs


  19. Não tenho messenger...
    (snif, snif...)


  20. Não gosto de carnaval de rua, nem de tipo algum... mas até que aqui vai ter uns shows legais à noite. Talvez eu vá, talvez não.

    Gostei do novo visual, que mudança, hein? Ficou bem legal. Vejo que todo mundo adotou a política da proteger seus escritos.

    Beijos.


  21. Sim, tá na hora do Brasil não ser mulher pelada e respeitar sua nobre cultura!

    Lhe convido a visitar um blog de amigos - com o envio de simples email a manifestar o seu interesse, também poderá colaborar - que pretende unir os mundos da lusofonia por laços culturais e fraternos. Temos política, vária, de todos os quadrantes, mas não temos preconceitos.


  22. Says:

    Eu preciso discordar, moço. A maioria (pelo menos a maioria da parte boa) das mulheres não gosta de babacas não. Era pra ser uma paródia. rs.

    PS.: Gostei da comparação do layout com os meus textos, desse jeito vou ficar metida. :P


  23. As vezes é preciso dar aos "pobres" para dar a "DEUS"', é dessa forma de "economia" que um país que não investe em tecnogia pode ter espaço...mas de certo forma todo brasileiro(a) como eu no fundo acaba querendo seja na bahia ou no RJ cair na folia....vai saber...é coisa de latino...aiai:)


  24. Gabriela. Says:

    Eu não entendo essa postura de algumas pessoas onde só no carnaval pode tudo.

    Eu sempre me permito tudo o ano inteiro, mas no carnaval me mantenho casta.

    Assim, só pra subverter.


  25. Biah♥ Says:

    Oh god!!!
    Vc escreve bem,muito bem mesmo...
    Parabéns...
    Bem,gostaria de visitar vc mais vezes e queria saber se posso te linkar...
    Bom,a verdade é que no Carnaval eu geralmente viajo,não gosto de...Bom,grande massa de pessoas em movimentação constante com pouco espaço para respirar,ou,se preferir,muvuca...


    Adorei seu blog.
    ass.:Garota do Drama(já que foi desta forma que vc se referiu a mim)

    Bjo;
    =D


  26. Vc que volte sempre ao meu blog...adorei sentário....poucos entenderam dessa forma, uma forma que de certa forma eu tabm não teria entendido!

    Ah eu te achei em outro blog...só não lembro qual...

    Beijos bom carnaval^^


  27. Marcela Says:

    Oi Vicente! Passei pra conhecer seu blog! Adorei... vc escreve muito, é muito dinâmico tbm!
    Vou voltar sempre!
    Um beijo


  28. Marcela Says:

    Q macabro isso... eu vim visitar teu blog pq te vi em blog de uma ámiga, só agora te vi no meu!!! Que fofo!
    Muito obrigada pelo comentário e pelo elogio =)
    Adoro mesmo amigos novos, mais ainda blogueiros novos ;)
    Um beijo!


  29. Paulo Maia Says:

    Meu caro, pruduziste uma perfeita análise do que acontece entre as pessoas neste feriado do carnaval. Espero que este momento de festividades e alegria possa perdurar por infindos anos, e que você e sua familia possam aproveitá-lo na sua mais pura essência.
    Belo texto (o que, aliás, se tornou uma constante.)


  30. Extravasaaaaaaaa, libera a energia e joga tudo pro ar!


    Esse é o espírito da coisa, "pero no mucho".
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


  31. Li... Não acreditei. Continuei lendo... Surpreendi-me ainda mais! Não poderia ser... Ainda custo a acreditar. Vou ler o final![Murro na cara].
    Tô pasmo!
    Tava ficando assutado no decorrer de todo o texto, mas no fim, você revela-se o Vicente que conheço!
    PARABÉNS!!!


  32. Mr. Ziggy Says:

    Pois é, mas alguns deles, os apegado à tradição, começam a se "redimir" na quarta-feira de cinzas. Ainda que eu não seja um adepto de tais práticas, acho tudo isso interessante: cultura, povo, história.