Critical Watcher
Eu não sei falar, sorrir, gritar ou ouvir...

Não sei como estou, quem sou ou pra onde vou.


O que fazer, como entender, estremecer...

Acarinhar, vou suplicar: eu quero amar.

E esquecer, enternecer, aparecer...


Suprimir ou deixar-me cair?

Carcereiro medieval.

Eu quero sumir, mentir, redimir...


Ajudar, profanar e definhar.

Prazer, descrer, enobrecer...

Um dia hão de ser!


E se eu pudesse largar

Ou ao menos fingir

Se eu pudesse cantar

O que em mim quer sair...


[Ar, er, ir... Deixem-me partir!]

Ouvindo: A day without rain, Enya.
36 Responses
  1. Luca Says:

    Estás preso em ti mesmo. Estou "Prefiro ser alegre, que ser triste. A vida é a melhor coisa que existe!"


    Beijoooooooo

    Vou te linkar tb. ehehhe


  2. Carla Moraes Says:

    Muito bom esse texto.
    Vou te linkar, okay?

    Beijoo!


  3. Luca Says:

    ahaha
    Mas não é exatamente de ti pra ti, entende?
    Todos os sentimentais sentem a dor alheia.
    É como diz o Pessoa. "Tenho tanto sentimento em mim, que chego a ser sentimental."
    :)


  4. Pequena Gi Says:

    Um grito interno... 'quando em psicose', a gente tenta libertar. Hoje em vão...talvez alguém amanhã ouça.

    Lindo texto, moço!
    Bjooo!


  5. Says:

    Jogo de palavras... difícil de fazer, né? Mas o resultado geralmente vale o trabalho. :)


  6. Serjones Says:

    taí. gostei.
    ow, depois de ver seus comentários em diversos blogs que visitei, resolvi aparecer aqui no teu! abs


  7. o amnésico Says:

    Olá. Venho agradecer a visita, e descubro um blog que merece ser visitado! E visitarei, de cara gostei do que vi.

    Um abraço.


  8. Pintarolas Says:

    Olá!
    Andamos a conhecer novos blogs e a comentar aqueles que gostamos, o teu é um dos escolhidos por isso, convidamos-te tembém a visitar o nosso bloguezito.
    Até breve!


  9. Says:

    "se eu pudesse largar ou ao menos fingir..."

    Gostei dessa parte por motivos pessoais.


  10. Gostei do texto, como sempre. Achei o jogo de palavra bem feito, e estou muito, muito feliz com o selo que você me deu. Obrigada, de verdade. (e desculpe a demora, mas fiquei sem conexão ontem o dia inteiro.)
    Farei minhas indicações daqui a pouquinho.
    Obrigada, querido amigo.

    Beijos.


  11. Muito bom. E que mente que vive e ama - duas contradições, diga-se de passagem - não é psicótica?
    Abração


  12. Certa vez, conversando com um professor, ele me disse que algumas pessoas realmente pintam, atuam, escrevem ou fazem algo, para poder colocar para fora o que têm dentro de si, e por isso não podem, não conseguem parar, porque é a forma que essas pessoas de vivem, fazem a vida acontecer em si mesmos.

    É por isso que gosto dessa frase: "Eu não sou o que escrevo, nem escrevo o que sou. Eu sou quando escrevo."


  13. Mr. Ziggy Says:

    Meu caro, os desejos são muitos e fazem parte de nós. Algumas vezes, vale a pena realizá-los, outras não, já que a vida nos ensina até onde vai o limite da nossa liberdade. Pode ser também que nós nos autocriticamos de tamanha forma que sequer chegamos a esse limite que potencializa os nossos "ar, er, ir". A (pseudo)psicose às vezes faz bem, quando não vira salada junto com o impulso excessivo que nos conduz ao irracionalismo e à inconseqüência. Contudo, todas essas coisas fazem parte... é vivendo que se aprende, não é mesmo? Muito bom isso aqui! Até.


  14. Mr. Ziggy Says:

    Eu sou meio atrevido, cara, eu te linkei já, mas foi sem pedir mesmo. Huahuahuahua! Então, aquele texto, o (Pseudo)Certo, fala de mim. Mas graças a Deus na segunda-feira dessa semana as coisas não estavam (pseudo) certo. Era certo mesmo, pois a mulher do texto (minha mãe) está bem melhor, graças a Deus. Hehehehe! Valeu pelo comentário, apareça lá sempre que quiser...
    E mais: como se faz pra não permitir que as pessoas copiem meu texto? Teria como vc me dar essa instrução?
    Abraço!


  15. Blau Says:

    Acho incrivel quando alguém consegur formar um jogo de palavras aprecio demais.
    Valeu a pena(:

    e também detesto gente com "popfobia"

    beijo e obrigada pela visita:D


  16. MH Says:

    Eiii, valeu pela visitinha la no bomba MH.
    Volta sempre qiue quiser ler umas bobagens.
    Grande abraço.
    Ah! Muito bonito esse texto.
    Agora eu que vou ar, er , ir...rsrs, desculpe o plagio é que achei muito bacana.

    : )



  17. [P] Says:

    Quando eu conseguir deixar escapar tudo o que em mim também quer sair, prometo que me ofereço para te ajudar, viu?

    =*


  18. Na descoberta da incapacidade de falar, sorrir, ouvir... nasce a vontade de redescobrir a magia na natureza humana da aprendizagem dos mais simples e singelos gestos...:)


  19. Belinha Says:

    Olá!
    Obrigado pela sua visita e seu comentário,gostei muito.
    E parabéns pelo seu texto está muito bom, grande imaginação.

    Jokas


  20. Tinha vontade de explodir. Às vezes quase sempre tenho vontade de que isso aconteça. Porém, amarro-me com meus pensamentos. Peço forças para que eu não fique mais louco do que já sou. E tudo volta ao normal...

    Ai, se liberta, Critical Watcher! Sei lá... Dá umas voltas por outras galáxias. Arrisque-se! Viva! [ não é tão fácil assim, eu sei ]

    Bem, apesar de o texto de hoje estar parecido com o primeiro - ao meu ver -, mas volte com mais gás amanhã!

    Boa noite. Vai pra Plutão! Vai se carnavalizar por lá, rapaz!

    =]

    * muitíssimo obrigado pela mensagem no meu blog. Obrigado pelas forças positivas. Vai dar tudo certo com o casal! Acredito!

    Abraço!


  21. Fláh Says:

    Me lembra uma brincadeira que estava fazendo no fim e semana, com ar er ir.

    Huu rimas dão toda sonoridade do texto.

    :)


  22. Nefelibata Says:

    Adorei o formato novo do blog, e nossa como tá cheio de "amigos".Pra variar, eu amo seus textos. Hoje também me senti um pouco assim, querendo gritar algo mas que também não sei o que é.
    É um querer fugir de si, talvez seja uma forma de ver a vida de outro ângulo que não seja o meu. Estou um pouco viajante hoje. ;P
    Beijos


  23. R Lima Says:

    Te encontrei por aí e vim te visitar.

    Seu desejo dá a tônica do blog e enobrece o sentido maior de amar.

    Parabéns!!!




    Texto de hoje: cErTeZa...

    Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...


  24. Pushoverboy Says:

    Gostei das rimas. Não sei se entendi mas... espero que consiga se libertar! :p


  25. Camilinha Says:

    Gostei do "about me". Liberdade é tudo!

    beijos daqui...


  26. Fê Probst Says:

    Não partas! Não fujas! Fugir de problemas, não o resolve.


  27. Gato.. lindo o que escreveu.. enquanto eu lia eu viajava pra muitos lugares. Amei... e adoro sua visita no Ralo... deixa ele mais bonito rsrrs... Bjos lindo bom fds


  28. Ana Says:

    O poeta e suas inconstâncias...uma hora querendo ir, outra querendo ficar...
    Belo demais!
    beijo,
    Ana


  29. Tbm gostei do texto, vi seu comentario em outros blog, resolvi aparecer, e gostei do que vi.

    Adorei o jogo de palavras com bastante sentido.

    Um abraço!


  30. muito bom, vicente!

    tem dois selos pra vc lá no meu blog, abraço


  31. J.S. Says:

    adorei...como sempre neh!!!
    quando eu crescer...quero escrever como você!!!!
    te amo bem muitão
    bj


  32. Palavras jogadas ao vento para que ele as ponham em seu contexto.
    Todas as vezes que eu sinto um sentimento quase impossível de esplicar...me vem uma cena na cabeça: eu na beira de um abismo, mas ao invés de me jogas eu grito, com todas as minhas forças só para ver se ainda posso ouvir os ecos. A minha impressão é a de que este abismo é meu coração.

    Beijos^^


  33. Que lindo!*.*
    É você que escreve? Se for está de PARABÉNS. õ//
    Estou te linkando, ok? ;D

    bjO =*


  34. Respondendo a sua pergunta em relação ao meu gosto musical, gosto de Jota Quest, Biquini Cavadão, Capital Inicial, Cássia Eller, Renato Russo, Kid Abelha, e claro Ana Carolina! ;# x@~

    =*


  35. E cadê meu amigo, que não atualiza aqui?
    =)
    Beijos.