Critical Watcher
Foto: Vicente Freitas
_____Existem coisas que parecem ter o exímio poder de mexer com o íntimo. Algumas delas, sem esperar, tomam conta de nosso ser pela beleza e despretensão que reinam em seus atos frágeis e inocentes, repletos de pureza. Existem coisas que chegam sem mandar recado ou aviso prévio, enchendo nosso coração de surpresa e contentamento. A magnitude de seu canto, o brando bater de suas asas, a aproximação física de seres não muito particulares.
_____E como que em um jogo onde a volúpia perde sua leviandade, os traços comedidos são facilmente transformados em liberdade e segurança. A conquista de mais um passo próximo de sua beleza rara acaricia o meu âmago e desfaz a minh'alma em um sorriso infindo. Sorriso esse que faz meu ser tremer em lágrimas e purificação.
_____Existem coisas que irradiam promessas sem falas, verdades sem juras eternas, olhares sem maldade. E quando isso ocorre, a tão esperada paz do espírito se renova, transformando o âmbito de nossa vida em adoração e dança. Suas asas, até então estáticas, alçam o vôo predileto que, ainda sem medo, ganham o céu e a independência irrevogável, sob sons e líricas perfeitas.
.
---------
.
"Abrem-se as portas e o espetáculo começa.
De cá, vejo o brilho incessante de teus olhos.
Cada gesto, leveza, movimento, encanto.
És o pássaro que desenha no céu a tua arte,
Refugiando em mim a paz de que preciso."
(Vicente Freitas)
29 Responses
  1. Ziliane Says:

    É tão bom quando encontramos em gestos de pessoas (ou animais) traços despidos de qualquer maldade. Infelizmente isso é algo cada vez mais raro no nosso dia-a-dia. As vezes até eu mesma me sinto impregnada por um sarcasmo não muito querido... Mas me consolo pensando que faz parte do meu crescimento como pessoa, do tipo 'tô-entrando-na-vida-adulta' e não quero que me passem a perna facilmente... Enfim, vamos ver o que a maldade ainda vai causar ao mundo e a nós mesmos e nos contentemos com pequenos gestos assim, que até aliviam a alma da gente pq são raros e intensos, mas não são o suficiente pra curar aquela tristeza que sempre fica no fundo do coração da gente. =/

    ProntoFalei

    um beijo, vincent!


  2. Paulo Maia Says:

    Como diria Richard, um inglês amigo meu: absolutely amazing! Aforismos à parte, devo dizer que me agradei muito com seu post; e não apenas pelo texto mágico, como de costume, mas sim pela belíssima idéia de conjugá-lo a uma fotografia única. Velho e sabio Richard.... Absolutely amazing.


  3. Este comentário foi removido pelo autor.

  4. E eu voei junto a tuas palavras... Lindo, isso! Depois passo para fazer um comentário à altura. Abração!


  5. Clecia Says:

    Lindo! Prosa poética e além disso imagem perfeita e singela. Amei a foto! :) Bjos!


  6. Imagem perfeita, Vicente :D Combinando bem com o texto também perfeito, mas não sei se estou um pouco diferente hoje, mas senti nessas palavras um tom meio que profético que nunca li em tuas palavras antes, e isso é bom, revigora e renova.


    Fica bem! Abraço!


  7. Proibida Says:

    Como a nossa conversa de hoje... ;)

    ObrigadA pela companhia, pelas palavras e pelo aprendizado compartilhado!

    Boa noite! Beijo!


  8. Luca Says:

    Ei, Vi!

    O 'Lunaticidades' morreu.

    Agora, estou no 'Cousas e Louças': http://cousaseloucas.blogspot.com

    Beeeeijoooss


  9. Blau Says:

    seus textos sao sempres tão bons e sinceros(:


  10. R Lima Says:

    O tempo é sábio.. as verdades são grandes.. o desejo é único.

    Parabéns pelas palavras.. e pelo sentido que destes a elas.

    Abçs,




    Texto de hoje: vÉrtiCeS...

    Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...


  11. Dan Ferreira Says:

    Ainda não decidi por onde devo começar os elogios... A foto ou o texto?
    Na dúvida, vou começar por ambos... Uma vez alguém disse que "uma imagem vale mais que mil palavras". Palavras... Imagens... Palavras=Imagens do conhecimento. Um encaixe perfeito entre a foto e o texto. São bem-vindas as coisas mais simples e singelas que aparecem aleatórias, mas que chegam no momento certo e a aleatoriedade se desfaz pelas mãos do destino. E isso nos faz voar. Mais uma vez, a excelência e o primor de um texto teu.

    Abraço


  12. Carlos, domador de quimeras aposentado Says:

    "Eu prefiro olhar de um modo diferente, em vez de olhar algo diferente: percorro um mundo inteiro de significados olhando para uma mesma coisa."

    Não sei de quem é essa frase, na verdade pode até ser minha, já que por vezes me esqueço do conteúdo dos meus devaneios e depois torno a lembrá-los com se estivesse a receber uma carta sem remetente, mas eu concordo com o autor dessa frase, seja ele alguém que desconheço, seja ele eu mesmo.

    Acho que a vitalidade da força poética está em se lançar um outro olhar sobre as coisas que se nos apresentam quotidianamente.


    Reparei que você tem postado pouco ultimamente. Imagino que os fardos estejam pesados. Às vezes é difícil conseguir fazer o que queremos e nos lançarmos ao amplo céu quando estamos demasiado carregados.

    Você ainda mantém o endereço do Domador de Quimeras? Receio dizer, mas este é um caminho que não mais leva àquele lugar. E não tenho previsão de quando voltar com um espaço semelhante ao antigo, apenas planos. Mas, se lhe interessar, quando eu criar o lugar, pavimento uma estrada, e lhe indico a direção. Por enquanto, mais leitor do que escritor, e escritor apenas esporadicamente.

    E fiquei espantado em saber que você conhece e, creio, gosta dos escritos do Montaigne. Também conheci o filósofo recentemente, e gostei muito do que ele escreve.


    Bem, até um dia! Mas estou acompanhando. Na sombra.


  13. Critical Watcher Says:

    Fala, Carlos. Aparece mesmo na comunidade. Seu canto era muito bom! Seja bem-vindo sempre.
    Obrigado pelos elogios. Abraços, cara.
    ^^


  14. o amnésico Says:

    Como disse Augusto dos Anjos em Ultima Visio:

    "Quando o homem, resgatado da cegueira
    Vir Deus num simples grão de argila errante,
    Terá nascido nesse mesmo instante
    A mineralogia derradeira!"


    E você, observando a vida, fez melhor ainda, criou a Suprema Ornitologia!

    Magnífico, caro amigo! Grande abraço!


  15. Engraçado,,,,(vou falar isso, por que vi lguns comntários que falavam só sobre isso). Eu prefiro comentar a sinceridade e os sentimentos de suas palavras e de todas que leio, a comentar sobre como vocês contruiu dentro da regras literárarias..... Vai ver é por que escrevo sem qualquer pretensão de sair perfeito!

    Moço Vicente! *Engraçada a maneira como nos conhecemos não foi?

    Sabe, se eu tivesse lido essa sua postagem há 15 dias atrás, eu lhe seria grato por descrever a situação pela qual estava intensamente passando. Mas, infelizmente, "colocaram" tudo ruir! Bom, mas é isso...
    O complicado não é se apaixonar, é está apaixonado!
    Abração moço!


  16. Carlos, domador de quimeras aposentado Says:

    Valeu, cara. Era um canto necessário, só depois que percebi. Um dia volto com outro semelhante. Mas, só para saber, que comunidade é essa que você disse para eu aparecer? Comunidade, você quis dizer aqui, o seu blog, ou uma comunidade mesmo, tipo as do orkut? Fiquei na dúvida.


  17. Critical Watcher Says:

    Carlos, quis dizer a comunidade Blogger, referindo-me ao mundo inteiro dos blogueiros.
    Abraços e volta mesmo!


  18. Luca Says:

    Vi, tira o link do Lunaticidades dali.

    Eu troquei de endereço. Estou, agora, no Cousas e Louças: http://cousaseloucas.blogspot.com

    Beijoooossssss


  19. Ju Pietra Says:

    O legal é que o verdadeiro nem sempre precisa ser dito, apenas sentido...
    Adorei isso aqui, fiquei até arrepiada qdo fui teletransportada pra cá..

    Vou linkar, posso??
    beijo
    Ju


  20. Ju Pietra Says:

    Já tá linkado, querido..
    Primeiro a gente linka, depois a gente pede..hehehe
    Beijao...


  21. "Consta que o mundo tem muitos anos, Porém, raramente, ele dura mais de um século. Somos nós que envelhecemos(...) E ainda assim existem pessoas que ficam entediadas! A maior parte do tempo o mundo desperdiça dormindo. A maior parte do espaço também... Apenas de vez em quando, ele esfrega os olhos e desperta para a consciência de si mesmo. - Quem sou eu? - indaga o mundo. - De onde venho? Por alguns segundos, o pássaro raro pousou em nosso ombro." - Jostein Gaarder (O Pássaro Raro)

    Chegam sem avisar, marcam os nossos olhares, fica ali, parado. Repousa por um tempo e reflete sobre seus vôos anteriores. Ele toca nosso íntimo. Leva-nos para outro mundo, onde nem mesmo ele consegue ir com suas azinhas. O Pássaro é fantástico.

    Sempre é bom ler o que escreves, rapaz.

    Abraço!
    =)


  22. É muito bom vir aqui e encontrar um texto lindo assim!
    Beijo


  23. A beleza das pequenas coisas, não? A sutileza do vôo de um pássaro desses... lindo, menino. Lindo mesmo. Inspirador, eu diria.


    Beijo meu.


  24. Daí vem a paixao chamada platonica. O ser desperta amor sem saber como. E nao tem culpa de ser amavel, amado.
    Abraço


  25. Welker Says:

    Parabéns.

    Acaba de ganhar mais um leitor.


  26. Agora me diga, o que seria de nossa existencia sem essas "coisas" tão bem caracterizadas no seu texto.

    Beijos


  27. Vinícius Says:

    Como é bom falar de elementos sublimes! E principalmente lê-los quando são tão bem descritos. :)

    A beleza da simplicidade tem um poder único de encantar, não? Sejam os detalhes peculiares de uma bela ave ou as suas asas recém-abertas a um amor...

    P.S.: Vi ali no canto uma exaltação à liberdade. És aquariano? Rs.


  28. Vinícius Says:

    gostei bastante da poesia final, você escreve muito bem rapaz!

    abraços


  29. Ana Carolina Says:

    As coisas boas que chegam sem mandar recado são as melhores e as mais intensas.

    O texto é tão bom e eu gostei tanto de o ler, que acho que nem tenho nada a dizer sobre ele. É fantástico!